O uso de recursos expressivos em grupo psicorporal

0

Diálogos possíveis entre Psicologia Biodinâmica e a diversidade teórico-prática O objetivo desta monografia foi mapear recursos expressivos gerais e psicorporais a partir da literatura que pudessem dialogar com conceitos da Psicologia Biodinâmica e enriquecer a reflexão sobre um trabalho psicorporal em grupo dentro desta perspectiva. Partindo da rica experiência em grupo vivenciada durante a formação em Psicologia Biodinâmica entre 2011 e 2015 e à diversidade teórico-prática com uso de vários recursos expressivos (com e sem uso de massagem) oferecidos por seu coordenador e professores, teve-se como hipótese que a Psicologia Biodinâmica pode utilizar como base para um trabalho em grupo diversas influências que não partem dela em si, mas que promovem um rico diálogo com seus conceitos.

A metodologia se constituiu em dois momentos, um teórico e outro prático: revisão bibliográfica (teorias de grupo; políticas de saúde que falam de grupos; mapeamento de recursos expressivos gerais e psicorporais) e relato de experiência de um grupo psicorporal coordenado pela autora desde 2013 em uma Unidade de Saúde da Família em São Paulo. Em ambos os momentos, tentou-se dialogar a diversidade teórico-prática com conceitos biodinâmicos. À luz das teorias de grupo, apostou-se numa aproximação entre Psicologia Biodinâmica e Esquizoanálise para o trabalho com grupos psicorporais, cuja proposta é o grupo como dispositivo, baseado no encontro, no “fazer para pensar”, no respeito à singularidade e no grupo nômade, que tem no devir dos acontecimentos abertura para novas criações e possibilidades existenciais.

Quanto aos recursos expressivos, também vistos como dispositivos, abriu-se para a experimentação e se reconheceu que uma postura e leitura biodinâmica são possíveis independente do recurso utilizado. Portanto, enfatizou-se a diversidade teórico-prática e, o que alguns autores chamam de exercícios, aqui foi colocado como experiências singulares potencializadas pelo trabalho grupal. Como resultados, o contato com uma série de teorias, recursos, exercícios e experiências que fazem uma ligação entre psico-soma contribuiu para um aprofundamento reflexivo dos conceitos biodinâmicos e no uso destes para um trabalho com grupos psicorporais dentro desta perspectiva.

Também contribuiu de forma significativa para pensar o grupo psicorporal oferecido em uma unidade de saúde pública. Foi possível ter mais clareza sobre o que se trata este grupo, como se estrutura, quais seus objetivos, papel e importância, abrindo-o para novas possibilidades de recursos expressivos a serem oferecidos, com o intuito das pessoas também se abrirem a outras maneiras de ser e estar no mundo. Leia mais…

Compartilhar.

Sobre o autor

Deixe uma resposta

To use reCAPTCHA you must get an API key from https://www.google.com/recaptcha/admin/create